Twitter é útil para empresas e menos invasivo

Outro post para o tema Twitter que a Adriana Salles Gomesescreveu em 30 de Abril de 2009 :


Pondo um pouquinho mais de sal na sopa… (sem abandonar a metáfora dofogão…), olha aí a matériado IDGNowsobre como empresas de varejo brasileiras vêm aproveitando super bem oTwitter e, importante, fazendo isso com MUITO MENOS INVASÃO DEPRIVACIDADE do que ocorre em outras tantas ferramentas da internet. Oartigo se chama “Poder viral do Twitter estimula ofertas do varejobrasileiro no serviço” e é assinado pela Lygia de Luca. São citadasTecnisa, Submarino, SESC, Camiseteria e Vivo.

O Twitter está se tornando, para alguns varejistas brasileiros, umnovo canal de vendas. Entre os fatores que atraem a participação, estáo retorno dos usuários e a possibilidade de um ‘tweet’ promover umviral da marca de forma positiva.

O serviço, que possui 9 milhões de usuários, funciona como umsistema ‘opt-in’ para os consumidores, de quem a empresa consegue seaproximar, aponta o Chief Executive Officer da consultoria e.life,Alessandro Lima.

Além disso, a divulgação invade menos a privacidade. “É uma forma deseguir a empresa com mais rapidez, porque você consulta sempre quequiser. Se o usuário ‘retwittar’ a oferta, vai ter o dado compartilhadocom mais 70 pessoas, a média de seguidores de cada usuário”, diz Lima.

Os benefícios remetem à atuação em mídias sociais, no geral, queenglobam a possibilidade não só de conseguir uma venda pelo canal, mastambém acompanhar a opinião dos usuários sobre os produtos. “É o iníciode um viral, e este tipo de divulgação pode até substituir o e-mail”,opina o CEO.

Uma das empresas que se aproveita da popularidade da ferramenta paratornar virais suas promoções é a Dell, cujo perfil brasileiro promoveofertas diárias que duram 3h, além de destacar promoções e lançamentospara compras online.

A estratégia inspira-se na iniciativa da matriz da Dell, que emcerca de 6 meses vendeu 1 milhão de dólares em produtos usando oTwitter. Embora não revele números para o Brasil, a gerente demarketing online para América Latina da Dell, Mirvane Goulart, diz que“o volume de vendas é contabilizado e segue de acordo com asexpectativas”.

A Tecnisa também descobriu o potencial de divulgar sua marca aolançar promoção exclusiva para usuários de redes sociais, nasegunda-feira (27/04). “Em um dia, a divulgação no Twitter gerou maiscadastros que um anúncio online no formato display”, conta o gerente deredes sociais, Roberto A. Loureiro.

Embora exista a dificuldade de se trabalhar com uma oferta cujotíquete médio é de 300 mil reais, Loureiro anseia pelos resultados.“Nossa conversão, por enquanto, foi muito boa, mas ainda analisaremos aqualidade do que conseguimos”, aponta.

Entre outros perfis de empresas brasileiras que divulgam ofertas comfrequência no Twitter também destacam-se Submarino, Submarino Viagens,SESC SP e Camiseteria.

O Vivoblog usou o espaço para divulgar, nesta terça-feira (28/04),uma oferta para a participação do ensaio aberto de uma peça no TeatroVivo. As empresas, contudo, exploram pouco as possibilidades.

“Não podemos esquecer ainda que estamos no início da integração doe-commerce com redes sociais”, adianta Lima. O executivo ressalta que,mesmo com a efetividade das ofertas, as empresas precisam saberinfluenciar.

“O modelo de promoção é legal, mas é preciso também tirar proveitoda comunicação informal, o boca-a-boca, já que hoje é possível achar umconsumidor na fase inicial da decisão de compra”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *