Jiu-Jitsu – Posições e golpes de faixa branca

A formação marcial durante a faixa branca é um dos momentos mais importantes da carreira do atleta, afinal, é nela onde as bases e fundamentos serão trabalhados dos quais o conteúdo posterior depende, e esta frase se aplica não somente ao BJJ mas também a toda arte marcial.

Neste post eu compartilho com os colegas, o conteúdo que estudei/estudo.
Este mesmo conteúdo não deve ter como objetivo ensinar algo novo ao atleta, mas sim reforçar o que seu professor ensinou.

Não faça estas técnicas sem a supervisão de um instrutor capacitado.

35 movimentos básicos

A escola Gile Ribeiro preparou um material muito bom, produzindo vídeos e os organizando por faixas. É uma oportunidade do aluno perceber detalhes das posturas, podendo repetir a visualização quantas vezes for preciso, inclusive utilizar o recurso novo do Youtube que é a câmera lenta.

A seguir, os vídeos das quedas, golpes e posturas da faixa branca:

Mais uma vez eu reforço, não faça estas técnicas sem a supervisão de um instrutor capacitado.

Outro material muito bom para a faixa branca, é o Guia Completo sobre os tipos de Guarda no Jiu Jitsu do canal Muito mais ação Jiu-Jitsu.

Este post também é minha referência pessoal para estudo teórico [menos teoria, mas prática!] então eu deixo ele escrito abaixo, mas lembro que a autoria é do Jaime Custodio que faz um trabalho excelente.

Guardas

Guarda Fechada

Guarda fechada é quando um dos lutadores envolve as pernas pela cintura do oponente, cruzando os dois pés ” fechando a guarda”.
A guarda fechada é um dos primeiros movimentos que o faixa branca de Jiu Jitsu aprende, é uma posição onde se mantém um certo controle sobre sobre o corpo do adversário, ficando com os braços livres para trabalhar ataques como estrangulamentos e chaves de braço. Por ser uma guarda que utiliza as duas pernas presas, dificulta as fugas de quadril para efetuar raspagens e ataques mais elaborados.
guarda-fechada-jiu-jitsu

Guarda Aberta

Guarda aberta por conceito é toda a guarda que não é fechada 😉 Podendo ser guarda laço, guarda aranha, De la Riva entre outras. Quem está fazendo guarda busca ter domínio do adversário, sem prende-lo entre suas pernas e sem cruzar os dois pés.

Meia Guarda

A meia guarda sempre existiu no Jiu Jitsu, era uma posição em que o guardeiro utilizada como transição para poder fazer a guarda fechada. Até que Roberto Gordo da Gracie Barra, começou a atacar finalizações e raspagens desta guarda, a partir disto, ela evoluiu e se tornou uma das posições com mais variações do Jiu Jitsu.
A Meia guarda, é a posição onde o Guardeiro domina uma das pernas do Passador utilizando suas duaspernas. É uma posição com um leque infinito de possibilidades tanto para o Guardeiro quanto para o Passador.
meia-guarda-jiu-jitsu

Meia Guarda Profunda (Deep)

A Meia Guarda Profunda (deep), é uma variação da meia guarda normal, onde o Guardeiro além de dominar uma das pernas, ele “se aprofunda” e trás o passador para cima , mantendo dominada a outra perna ou a lapela do passador. A Meia Guarda Profunda, é uma posição muito utilizada para pegar as costas, onde o guardeiro, gira por dentro das pernas do passador, fazendo pegada e indo para as costas, e também utilizada para transição para colocar a Guarda X.

Guarda Aranha

A Guarda Aranha, consiste em dominar ambas as mangas do adversário, colocar os pés na altura do bíceps do Passador, estendendo uma das pernas e flexionando a outra. Para manter o domínio do Adversário, a extensão e a flexão de pernas deve ser alternada. Esta guarda possui diversas possibilidades de ataque, sendo muito trabalhadas raspagens e ataques como omoplata, triângulo.

Guarda Meia Aranha

É uma posição criada no Jiu Jitsu moderno, que possui princípios de Meia Guarda e de Guarda Aranha. Consiste em basicamente em dominar uma das pernas do Passador com a sua perna de dentro, e com a perna de fora, colocar o pé no bíceps do adversário.

Guarda Laço / Lasso Guard

A guarda laço ou Lasso Guard como é conhecida fora do país, trata-se de uma guarda onde são dominados os dois braços do oponente, uma das pernas gira por fora do braço e é colocado o pé em forma de ganho por trás do tríceps/axila do adversário, enquanto o outro pé fica no quadril. Existem muitas raspagens feitas desta posição, e ela também é muito utilizada para a finalização omoplata.
guarda-laço

Guarda De La Riva

Criada em meados dos anos 80, a guarda De La Riva, leva esse nome para homenagear o seu criador, o mestre Ricardo De la Riva. A guarda De la Riva, foi uma revolução para o Jiu Jitsu na época, pois a maioria dos lutadores, jogava justo diminuindo a distancia. E De la Riva para manter a distancia e não ser amassado pelos adversários, começou a controlados a distancia, utilizando um ganho em uma das pernas, e controlando o adversário com a outra perna. No inicio esta guarda era chamada de “guarda pudim”, pois os adversários ficavam desequilibrados e balançando igual a um pudim quando esta guarda era utilizada. Mas foi quando Ricardo De la Riva utilizando sua guarda venceu, o até então invicto Royler Gracie, que a imprensa começou a chamar de Guarda De La Riva.

Guarda X

A guarda X é uma guarda exclusiva para raspagens, as opções de ataques para finalizar o adversário são remotas. Para fazer a guarda X, você deve abraçar uma das pernas do adversário e traze-la próximo ao seu pescoço, com a mão que abraçou a perna, você deve fazer pegada na sua lapela. Com as duas pernas você deve cruza-las em forma de X na outra perna do adversário, com a mão que estiver solta você deve trabalhar pegadas nas mangas, na faixa ou na lapela. Neste momento seu adversário estará totalmente desequilibrado, momento ideal para efetuar a raspagem.

Guarda Borboleta

A guarda borboleta é uma Guarda aberta, porém sentada, onde o guardeiro não coloca as costas no chão. Consistem colocar os dois pés juntos (sola do pé com sola do pé), e ficar na posição parecida com a do alongamento Borboleta.

As mãos e os braços devem trabalhar da seguinte forma, com uma das mãos deve-se dominar um dos braços do oponente, e com a outra mão esgrimar o outro braço e fazer pegada na faixa ou nas costas. Esta posição é limitada em termos de finalização, porém guilhotinas, leg-locks e mão de vaca podem funcionar.

guarda-borboleta-jiu-jitsu

Guarda Tartaruga

Com um falso aspecto de “estou me defendendo”, quem faz a guarda tartaruga pode optar por fazer diversos ataques, seja capotar um adversário mais pesado, seja abraçar uma das pernas e quedar, ou até mesmo rodar e atacar um abraço. Este posição é onde o guardeiro fica de 4 apoios, e se fecha totalmente, evitando estrangulamentos e a pegada pelas costas.
guarda-tartaruga-jiu-jitsu

Guarda Emborcada

A guarda emborcada era uma posição muito utilizada por campeão mundial Roberto “Roleta”, e atribuem a ele a criação desta guarda. Trata-se de uma guarda que exige extrema flexibilidade, pois trata-se de uma posição feita depois que o passador tem domínio da faixa ou do fundilho da calça, erguendo o guardeiro, fazendo com que suas pernas fiquem próximas aos seus ombros. O guardeiro, não deixa executar o movimento completo de capotagem, mantendo-se com a guarda.
guarda-emborcada-jiu-jitsu

Guarda 50/50

A guarda 50/50 (fifith / fifith), é interessante pois os dois atletas estão fazendo guarda. E é conhecida por este nome por fornecer a ambos as mesmas possibilidades de ataques e defesas. Ela acontece quando os dois atletas cruzam as pernas entre si, de dentro para fora. Por ser uma posição difícil de atacar e difícil de sair, muitos competidores repudiam a utilização desta guarda, por acharem uma posição de amarração e a consideram como anti-jogo.
guarda-50-50-jiu-jitsu

Guarda Tornado

Posição que exige flexibilidade de cervical e força na lombar, a guarda tornado, posição predileta de Roberto Cyborg Campeão do ADCC 2013, é capaz de arremessar pra longe até os mais pesados passadores. Ela consiste em deixar uma perna entre as pernas do adversário, rodar com o quadril para o lado oposto, segurar um dos braços e pendular com a outra perna até conseguir raspar. Posição difícil de se fazer, pois exige um misto de força e flexibilidade.
guarda-tornado-jiu-jitsu

Worm Guard / Guarda com lapela

A Worm Guard (A tradução literal é algo como “Guarda Verme” ou “Guarda Minhoca”), que eu prefiro chamar de guarda com lapela, é a guarda do momento. Keenan Cornelius criou, e utilizou no Pan Americano 2014 e no Campeonato Mundial 2014, onde surpreendeu vários atletas, inclusive alguns de renome internacional.
Trata-se de uma guarda complexa, que é feita a partir de um misto de guarda laço e guarda De la Riva. Para executa-la, é necessário dominar uma das lapelas, fazer a guarda laço na lapela dominada, passar a lapela debaixo da perna oposta do oponente, fazer pegada nesta lapela com a mão do mesmo lado que fez a guarda laço, e com a outra perna vai trabalhando a guarda De La Riva e outros ganchos.
Em breve, faremos um post especial sobre esta guarda.
guarda-com-lapela-jiu-jitsu-worm-guard

Rubber Guard (Guarda Borracha)

A Rubber Guard ou Guarda borracha, é uma guarda com a origem desconhecida mas que foi utilizada pela primeira vez por Nino Schembri nos anos 90. Nino usava esta guarda para fazer uma das suas finalizações favoritas a Gogoplata. Trata de uma variação da guarda aberta, onde utiliza-se uma das pernas e o braço oposto a perna escolhida (ex: Se for utilizar a perna esquerda, utiliza-se o braço direito). Cruza-se a perna pelas costas do adversário segurando com o braço, a palma da mão deve ficar virada pra cima, e o antebraço deve ficar na lateral do pescoco. Esta guarda ajuda a manter o adversário dominado e com a postura “quebrada”. Royce Grace, tambem foi um dos grandes utilizadores deste tipo de guarda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *